Pre filtro da bomba da piscinaA função da motobomba da piscina é a circulação forçada da água.

Se o filtro é considerado o pulmão da piscina, a motobomba pode ser considerada o coração!

Hoje vamos dar algumas dicas de cuidados com a motobomba da piscina para que você possa evitar possíveis transtornos com este equipamento tão importante.

Existem as motobombas auto-escorvantes que podem trabalhar acima do nível de água pois conseguem prover o fluxo de água da piscina sem que estejam totalmente preenchidas com água.

Podem também ser utilizadas para gerar fluxo no sistema de aquecimento de piscinas, seja ele aquecimento por trocador de calor ou aquecimento solar.

Em geral, a motobomba de piscina é um equipamento robusto que não necessita de muitos cuidados.

Contudo, vamos listar aqui algumas atitudes que podem prolongar sua vida útil e evitar defeitos eventuais.

Cuidados com a motobomba da piscina

Como regra geral, as motobombas de piscinas são projetadas para trabalhar com água limpa e a baixas temperaturas.

Isso significa que não é bom fazê-las trabalhar com água com terra, com muito sal ou coisas do tipo…

Em casos onde se utiliza a motobomba para fazer a circulação de misturas deste tipo o que se observa é a redução drástica de sua durabilidade.

Motobomba da piscinaMesmo nas bombas auto-escorvantes é necessário adicionar uma carga inicial de água no pré-filtro antes do primeiro funcionamento do equipamento.

Por via de regra, as motobombas não podem funcionar muito tempo sem água sob risco de danos em seus componentes internos o que pode acarretar a perda parcial ou total de sua potência.

Os motores elétricos podem ser monofásicos bivolt ou trifásicos bivolt.

Para selecionar a tensão (“voltagem”) de trabalho, basta seguir as instruções de ligação dos fios na carcaça do motor.

É interessante verificar a distância do quadro de energia até a motobomba e verificar as instruções do fabricante para escolher o cabeamento mais adequado.

Nas instalações trifásicas é comum ocorrer inversão das fases na alimentação da motobomba, e por isso, o instalador precisa ser capacitado, e estar atento para, caso ocorra, inverter os fios da alimentação para que a motobomba funcione corretamente!

Caso o instalador não observe esses detalhes você perderá a garantia do seu equipamento!

Portanto, conte sempre com uma empresa capacitada para trabalhar com sua motobomba!

Disjuntor para a bomba da piscinaÉ necessário também, na hora da instalação, escolher corretamente um disjuntor para proteção do equipamento e para a segurança dos usuários da motobomba!

A instalação deste dispositivo de proteção é obrigatória de acordo com a Norma NBR 5410 e o seu desuso pode representar risco de morte para os usuários do equipamento!

Após a instalação da motobomba da piscina devemos também tomar alguns cuidados extras:

  • Nunca deixar a motobomba trabalhar sem água, para não danificar o selo mecânico e o rotor;
  • Nunca deixar a motobomba trabalhar com registros fechados;
  • Limpar o cesto do Pré-filtro regularmente;
  • Registros e uniões deverão permitir a retirada do filtro e da motobomba sem a necessidade de perda de água;
  • Em caso de vibração, ruído ou temperatura alta na motobomba, desligá-la imediatamente e entrar em contato com um técnico!

Esperamos que tenham gostado do artigo!

Adicione nosso site aos seus favoritos e se quiser passar a palavra adiante, compartilhe nas redes sociais!

Caso tenha ficado alguma dúvida, utilize o campo de comentários logo abaixo para falar conosco! A comunidade está sempre pronta para ajudar!

Receba dicas e novidades grátis no email

COMPARTILHE

2 COMENTÁRIOS

  1. Ola, boa noite. Necessito para minha piscina um disjuntor , segundo o instalador, entre 4,5 e 10 amperes. Vocês vendem, ou podem me indicar onde achá-lo. Desde já agradeço.

DEIXE SEU COMENTÁRIO