O que é uma piscina?

A palavra piscina significa, em latim, “viveiro de peixes”.

Também recebe a definição de “grande tanque com instalações próprias, para a prática de natação e de outros esportes aquáticos”.

Outra definição é: “o conjunto de instalações destinadas ao banho específico e prática de esportes aquáticos, compreendendo os equipamentos de tratamento de água, casa de máquinas, vestiários e quaisquer outras instalações necessárias”

História da piscina

De acordo com pesquisas feitas, o registro mais antigo de grandes reservatórios de água feito objetivando a recreação data do Egito Antigo.

Já na Grécia e também em Roma, a utilização de piscinas na natação passou a ser uma obrigatoriedade na educação das crianças.

O tempo passou e o primeiro a construir uma piscina aquecida foi o romano Gaius Maecenas.

Do outro lado do mundo, no Japão, as piscinas são usadas há mais de 2000 anos. Entretanto foi apenas no século XIX que elas se tornaram realmente populares no ocidente.

Apesar de sermos um país que goza de abundância de sol e calor, só passamos a curtir uma piscina mesmo das últimas décadas pra cá. Começamo, aqui no Brasil, construindo piscinas de concreto na década de 1920.

Em geral elas já tinham sistemas de filtração e também já utilizávamos cloro.

Neste mesmo período inaugurava-se a maior piscina coberta da América Latina: a piscina do clube Fluminense.

Já na década de 60 as piscinas eram exclusivas dos clubes das grandes cidades, porém a partir desta época passou a se popularizou a piscina residencial.

Atualmente vemos piscinas extremamente modernas, cheias de iluminação, tecnologia e automatizações.

Já temos formas de tratamento excepcionais que podem reduzir e/ou eliminar a necessidade de clorar a água. Possuímos técnicas de construção mais seguras e à prova de vazamentos.

Todas estas alterações contribuíram para incrementar a segurança e o prazer dos usuários que enxergam nas piscinas um local ideal para relaxar e se refrescar sobretudo nos dias de mais calor.

Hoje vemos a construção de parques aquáticos gigantescos e já nem percebemos quanta tecnologia está embutida em locais como estes.

Depois do boom das piscinas, nas últimas décadas, a novidade hoje são as piscinas naturais, ou piscinas biológicas. Ela não utiliza produtos químicos e seu tratamento é feito através de plantas e micro-organismos vivos.

A limpeza deste tipo de piscina é realizada por meio da ação natural das plantas. Contudo, ela demanda uma atenção especial pois a remoção de folhas e flores mortas são essenciais assim como a aspiração do fundo e a escovação.

A importância das Piscinas

A importância e a história da piscinaA piscina é importante especialmente em dois aspectos: há uma importância social e uma importância sanitária. Vejamos…

Importância social da piscina

A piscina é considerada um lugar de encontro nas residências, escolas, prédios, condomínios, clubes, etc.

A natação é encarada como um elemento necessário à saúde, à recreação e ao equilíbrio psico-fisiológico.Além disso, constitui-se em elemento arquitetônico importante nos dias atuais.

A importância sanitária da piscina

A importância da piscinaA importância sanitária é evidente uma vez que a utilização de piscinas pode colocar a saúde dos banhistas em risco.

A utilização da piscina pode ser fator decisivo na transmissão de doenças e ocorrência de acidentes.

A manutenção da qualidade da água é a principal forma de impedir a transmissão de doenças aos banhistas, sendo a desinfecção a etapa mais importante para a garantia da qualidade microbiológica da água.

Para ter essa qualidade garantida, o ideal é contar com uma empresa especializada em limpeza de piscinas para tomar conta da sua.

Não se arrisque: uma piscina abandonada ou mal tratada pode prejudicar não só os familiares mas toda a comunidade.

Esperamos que tenha gostado do artigo sobre a importância e a história das piscinas! Se ficou alguma dúvida, você pode falar conosco através do campo de comentários logo abaixo!

Receba dicas e novidades grátis no email

GOSTOU DO QUE LEU?

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO