Outro termo que se ouve bastante quando se fala de tratamento de piscina é “alcalinidade“.

Como nossa especialidade é o ramo de piscinas, já falamos bastante a respeito de como fazer o tratamento de sua piscina!

Já escrevemos a respeito do tratamento físico da piscina, que conta com a peneiração, a filtração, a escovação da piscina, até o controle dos parâmetros químicos da piscina, como cloro, pH e alcalinidade.

Escrevemos um artigo completo onde falamos da importância do controle do pH da piscina.

Hoje falaremos da importância do controle da alcalinidade da piscina.

Está pronto para saber tudo sobre alcalinidade?

O que é alcalinidade?

Antes de falar da importância de se controlar a alcalinidade da piscina, primeiro vamos esclarecer o que é essa tal de alcalinidade.

Podemos definir a Alcalinidade como a capacidade que a piscina tem de neutralizar ácidos, consequentemente manter seu pH estável.

É um parâmetro de capacidade e não de intensidade (como o pH).

Isto explica o porquê de uma piscina ter o pH neutro e ainda assim ter a alcalinidade alta ou baixa.

A alcalinidade é devida principalmente aos carbonatos e bicarbonatos e, secundariamente, aos íons hidróxidos, silicatos, boratos, fosfatos e amônia.

A alcalinidade total é a soma da alcalinidade produzida por todos esses íons.

Não é possível a existência de três formas de alcalinidade em uma mesma piscina em função da reação química do íon bicarbonato com o íon hidróxido, o íon bicarbonato age como se fosse um ácido fraco na presença de uma base forte.

Mas espere! Isso aqui não é uma aula de química certo? Então vamos ao que interessa…

Qual a importância da alcalinidade da piscina?

Agora que você já sabe o que é a alcalinidade da água de piscinas, vamos esclarecer então, a importância de manter o controle da alcalinidade da água.

Porque controlar a alcalinidade da piscina

Bem, aqui no PoolPiscina.com nós sempre falamos que antes de colocar o cloro ou qualquer outro produto químico na piscina, é imprescindível ajustar o pH e a alcalinidade da água.

Apesar de todos os parâmetros influenciarem no equilíbrio químico da água e no conforto dos banhistas, deve-se dar atenção especial à alcalinidade, que quando mantida na faixa considerada ideal, proporciona a estabilidade do pH, dispensando correções frequentes, o que gera economia e maior praticidade.

Estojo de teste para alcalinidadeA alcalinidade é definida como quantidade de substâncias presentes na água capazes de neutralizar ácidos.

Em outras palavras, a alcalinidade atua como tampão do pH, evitando variações, é medida em ppm (partes por milhão) e o ideal para uma piscina é mantê-la entre 80 e 120 ppm.

A análise da alcalinidade pode ser realizada através de um Kit Teste de Alcalinidade ou com a Fita Teste.

Nós recomendamos fortemente a conferência, tanto do pH quanto da alcalinidade, com o kit teste, pois tem uma precisão muito maior que a da Fita!

Resumindo: deve-se controlar a alcalinidade para ter um pH estável!

E então como ajustar este parâmetro tão importante?

Como ajustar a alcalinidade da piscina

Você geralmente vai encontrar, assim como no pH, a alcalinidade da piscina desajustada para baixo.

Ou seja: a alcalinidade normalmente tende a descer!

Elevador de Alcalinidade ou Estabilizador de pHSe isto acontecer, e ela estiver abaixo de 80 ppm utilize o elevador de alcalinidade (por vezes chamado de estabilizador de pH ou pH Estável), que eleva a alcalinidade, estabilizando o pH.

Porém se a Alcalinidade estiver alta, ultrapassando 200ppm, aplique redutor de pH e alcalinidade.

Nós recomendamos a correção da alcalinidade somente em valores acima de 200ppm, pois alguns fatores podem contribuir para sua redução espontânea, assim como acontece com o pH da piscina.

O que acontece se a alcalinidade da piscina estiver baixa

Os principais problemas que podem acontecer caso você deixe a alcalinidade de sua piscina em patamares baixos são:

  • A água tende a ficar turva
  • Água assume facilmente uma tonalidade verde, mesmo estando translúcida
  • A água tem facilidade para ficar opaca, perder o brilho
  • Água da piscina fica corrosiva
  • O pH da piscina tende a variar demais, aumentando o número de correções e consequentemente o custo do tratamento
  • O cloro tende a perder o seu efeito algicida devido a fácil alteração do pH, podendo tomar um aspecto esverdeado.

O que acontece se a alcalinidade da piscina estiver alta

  • Turbidez da água
  • Água opaca, sem brilho
  • Formação de incrustações nas tubulações da piscina
  • Gasto excessivo com produtos químicos

Acredito que agora ficou bem claro que não podemos nos descuidar e manter sempre o controle da alcalinidade da piscina.

Se gostou do artigo, dê aquela força clicando no “Like” e compartilhe com os amigos!

Afinal de contas, você não deve ser o único que pode estar sofrendo com o descontrole da alcalinidade da piscina, não é mesmo?

Para informações mais avançadas sobre pH e alcalinidade da piscina, leia nosso texto: “Controlando o pH e a alcalinidade da piscina – Avançado“.

Qualquer dúvida que tenha ficado com relação à alcalinidade da água, utilize o campo de comentários logo aí abaixo ok?