É muito comum, no uso contínuo da piscina por pessoas loiras ou de cabelos claros, que os <strong>cabelos fiquem com um toque levemente esverdeado</strong> com o passar do tempo.  Não que isso não ocorra em cabelos escuros! É que sendo o cabelo preto, ou castanho, é mais difícil de detectar a mudança de cor!<img title=”Cabelos verdes após o uso da piscina, Alteração da cor dos cabelos com o uso da piscina” src=”http://sistemamanutencoes.com/wp-content/uploads/2011/02/cabelo2-150×150.jpg” alt=”Cabelos verdes após o uso da piscina, Alteração da cor dos cabelos com o uso da piscina” width=”150″ height=”150″ />
Ao contrário do que muita gente pensa, <strong>não é o cloro que deixa o cabelo verde</strong>, e, <strong>muito menos a falta de tratamento</strong>, mas sim, a <strong>presença de cobre encontrado nas tubulações da piscina ou em alguns produtos químicos usados na manutenção diária</strong> ou pontual.
O cobre se dissolve com os ácidos adicionados à água para reduzir o nível do pH encontrado nela.
Ao poucos, ele se transforma em sal solúvel, <strong>depositando-se nos cabelos e nas unhas, provocando o esverdeamento</strong>.<img title=”Cabelos verdes após o uso da piscina, Alteração da cor dos cabelos com o uso da piscina” src=”http://sistemamanutencoes.com/wp-content/uploads/2011/02/cabelo-150×150.jpg” alt=”Cabelos verdes após o uso da piscina, Alteração da cor dos cabelos com o uso da piscina” width=”150″ height=”150″ />
O que se pode fazer para tentar <strong>amenizar este efeito indesejado é usar uma touca para proteger o cabelo</strong> durante a diversão na piscina e um <strong>shampoo anti-resíduo sempre após o uso da piscina</strong>. Ainda assim é impossível evitar este processo.
<strong>A </strong><strong>Sistema Manutenções está prontamente </strong><strong>capacitada </strong><strong>para lidar com as dificuldades que a manutenção de piscinas  impõe! Portanto, conte conosco!</strong>

A presença de algas é, sem sombra de dúvidas, um dos principais fatores que causa reclamações dos proprietários de piscinas ou dos encarregados de fazer o tratamento delas.

Ao contrário do que muitos pensam, elas não causam doenças, mas fornecem nutrientes que alimentam as bactérias – e essas, sim, causam doenças.

Já falamos aqui no blog quais infecções você pode pegar na piscina e vários motivos para tratar sua piscina.

Certamente você não quer algas na sua piscina para alimentar estas bactérias!

Algas e bactérias na piscinaAlém disso, com as algas presentes na água da piscina, o cloro é usado rapidamente para combater seu crescimento. Esse processo tende a elevar o nível do pH, diminuindo a eficiência do restante do cloro livre da piscina. Ou seja, uma bagunça!

E como saber se há algas na sua piscina? Simples! A água começa a esverdear, ficar turva e a apresentar odor indesejável. E o pior é que elas podem resistir ao tratamento, se este for feito de forma inadequada.

Se você quiser se livrar das algas e voltar a ver uma água cristalina na sua piscina, fique sempre atento aos níveis de alcalinidade e pH.

Algas e bactérias na piscina. O que fazer?Veja no nosso blog a importância do controle do pH e não descuide dele!

Afinal, se eles estiverem acima ou abaixo da média ideal, o seu cloro será consumido rapidamente, o que causará o aparecimento das algas.

E se você já mantém essas análises sempre em dia, comece a usar um algicida em sua manutenção semanal para ajudar na prevenção do aparecimento dessas “plantas microscópicas”.

No final das contas, a conclusão é que o melhor a se fazer é deixar o tratamento da piscina com quem entende do assunto, tem compromisso com sua saúde e experiência nesse tipo de trabalho.

Em Belo Horizonte, nós recomendamos entrar em contato com a Sistema Manutenções.

Eles não trabalham mais com limpeza de piscinas mas podem indicar empresas experientes e bons profissionais para fazê-lo.

Esperamos que tenha gostado do artigo! Adicione nosso site em seus favoritos e se quiser passar a palavra adiante, compartilhe nas redes sociais!

O conteúdo desta página é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Crime de violação de direito autoral – artigo 184 do Código Penal – Lei 9610/98 - Lei de direitos autorais.

Receba dicas e novidades grátis no email

GOSTOU DO QUE LEU?

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO