O filtro e a bomba são os protagonistas do tratamento físico da piscina. Seu funcionamento realiza a parte pesada da limpeza da piscina.

Mas para termos uma piscina equilibrada, quimicamente balanceada, é preciso, além da filtração, cuidar do tratamento químico da piscina.

Este tratamento químico é feito através da medição e correção dos parâmetros importantes da piscina.

Esse controle químico deve ser feito por diversas razões:

  • Porque a água com equilíbrio impróprio pode irritar a pele e os olhos.
  • Para evitar a proliferação de algas e bactérias que podem causar doenças e infecções, afinal, uma piscina sem tratamento químico adequado é um lugar perfeito para o desenvolvimento de microrganismos patogênicos.
  • Porque a água quimicamente desequilibrada pode danificar a piscina e seus equipamentos.
  • Também porque a água com equilíbrio impróprio pode se tornar turva ou verde facilmente.

Equilíbrio químico da piscinaPara se ver livre dos microrganismos que podem transmitir doenças e prejudicar o aspecto visual da piscina, precisamos de um agente desinfetante. O mais comum deles, especialmente no Brasil, é o cloro.

É possível encontrar cloro granulado, cloro líquido e também o cloro em pastilhas.

Nós sempre recomendamos a utilização do cloro granulado para fazer correções no nível de cloro da piscina e, adicionalmente, o cloro em pastilhas para diminuir a frequência de adição do cloro granulado.

Em outras palavras: recomendamos o uso do cloro granulado sempre que as pastilhas não conseguirem manter o nível do cloro no patamar de 2 a 3 PPM.

Vamos dar uma olhada mais de perto para entender o que acontece quando adicionamos cloro à piscina…

O cloro em contato com a piscina

O cloro para piscinas geralmente está sob a forma de dois compostos:

  • o líquido: hipoclorito de sódio
  • o granulado: hipoclorito de cálcio

A reação do hipoclorito com a água gera vários subprodutos e, em condições ideais, o principal deles é o ácido hipocloroso.

Reação do cloro na águaÉ este ácido que mata as algas e bactérias de fato! Por isso que é ele, e somente ele, que realmente importa pra nós que queremos tratar da piscina.

Se fosse possível escolher, o ideal seria um cloro que, ao entrar em contato com a água, se transformasse todo nesta substância pois é ela que tem alto poder de desinfecção.

ácido hipocloroso ataca os lipídios da parede celular de algas e bactérias oxidando suas enzimas e estruturas internas.

A estabilidade do cloro

Um problema que não pode ser desconsiderado é a estabilidade do ácido hipocloroso.

Depois de colocar o cloro na piscina e ele se quebrar formando o ácido hipocloroso, o que acontece em seguida depende muito do ambiente.

Se a piscina está descoberta e sob o sol, o ácido hipocloroso tende a evaporar em poucos de minutos. Se ficar exposto à luz do sol, nosso agente desinfetante pode durar pouquíssimo tempo na piscina. Dependendo das condições ele pode inclusive se combinar com outros elementos químicos formando novos compostos!

A química da piscinaPara não ter que se preocupar tanto com o sol, existem os cloros estabilizados. Falaremos deles num artigo posterior.

Eles já vem com uma substância chamada ácido cianúrico, ou ácido isocianúrico, que é conhecida por dar ao cloro uma maior resistência à ação solar.

Mas ainda que você utilize um cloro estabilizado, não significa que basta adicioná-lo que sua piscina será desinfetada!

O ácido hipocloroso ainda pode se combinar com outros elementos como suor, urina e etc, para formar compostos que não tem nenhum poder de desinfecção.

Ele pode se unir com a amônia encontrada na urina e formar uma substância chamada cloramina.

A formação de cloraminas na piscina

Além de não ter quase nenhum poder de oxidar impurezas, as cloraminas causam irritações na pele e nos olhos.

Como se não bastasse, estes compostos nitrogenados ainda produzem um cheiro forte de cloro na piscina.

O cheiro de cloro e a irritação nos olhos associados às piscinas se devem às cloraminas e não ao cloro!

Ao contrário do que o senso comum nos diz, o cheiro forte de cloro na piscina representa na realidade a falta dele!

Isso mesmo! Quando você chega a sentir o cheiro do cloro na piscina quer dizer que existe excesso de cloraminas ali. Para eliminá-las basta realizar um tratamento de choque com cloro.

Eliminando as cloraminas da piscina

Para acabar com as cloraminas e, consequentemente, com o cheiro de cloro da piscina, adicione uma dosagem de supercloração e aguarde o nível de cloro baixar naturalmente.

Geralmente são 14 gramas de cloro para cada 1000 litros de água e você consegue oxidar todas estas cloraminas que são prejudiciais à piscina.

Para saber mais sobre o cheiro de cloro nas piscinas, confira nosso texto:

Além do cloro livre, a formação das cloraminas também depende do pH da piscina.

Nível do pH

A química da piscinaO pH da piscina é um dos parâmetros mais importantes para seu balanceamento.

Falamos sobre ele num outro texto. Se não leu, confira no link:

Se o pH cair ou subir demais, as cloraminas provavelmente aparecerão com tudo!

O pH baixo favorece a corrosão das partes metálicas da piscina e provoca irritações na pele e nos olhos dos banhistas.

Já o pH alto favorece o depósito de cálcio nas superfícies da piscina e nos equipamentos. Também torna a água mais densa e propensa ao aspecto esbranquiçado e opaco.

Para saber mais sobre como tratar de uma piscina opaca, leitosa, confira o texto:

Como se não bastasse, o desequilíbrio do pH também influencia na eficiência do cloro!

Se o pH estiver desbalanceado, o cloro adicionado não agirá com sua potência máxima e, consequentemente, não eliminará as algas e bactérias presentes na água.

A escala do pH da piscina

Na escala de pH, o 0 significa acidez extrema, e o 14 significa alcalinidade extrema.

No meio da escala está o 7 que por sua vez significa um estado neutro, nem ácido nem básico.

O valor ideal para o pH da piscina

A maior parte dos especialistas recomenda que o pH da piscina deve ser mantido entre 7,2 e 7,8.

Nós, particularmente, recomendamos a manutenção de um pH em 7,4.

Elevando o pH da piscina

Existem produtos químicos específicos para elevar o pH da piscina.

Dentre eles, podemos citar a barrilha leve e o elevador de pH.

Baixando o pH da piscina

A tendencia do pH da piscina é sempre diminuir. Isso significa que dificilmente você precisará reduzi-lo.

Entretanto, você pode cometer um erro na hora de elevar o pH e querer consertar. Pra isso você pode utilizar um produto chamado Diminuidor de pH e Alcalinidade, ou simplesmente Redutor de pH.

Diminuidor de pH e Alcalinidade

É importante ressaltar que o Diminuidor de pH também reduz a alcalinidade da piscina. Sendo assim, sempre que precisar reduzir o pH, meça a alcalinidade para saber se há a necessidade de elevá-la.

Nível da alcalinidade

alcalinidade da piscina é sua capacidade de neutralizar ácidos e manter seu pH estável.

Porque medir e corrigir a alcalinidade da piscina

Sempre falamos que antes de colocar o cloro ou qualquer outro produto químico na piscina, é imprescindível ajustar o pH e a alcalinidade da água.

Se a alcalinidade for mantida na faixa ideal, o pH tem uma tendência maior de se manter constante.

Esta estabilidade do pH facilita o tratamento e a manutenção do equilíbrio da água dispensando correções frequentes.

O valor ideal da alcalinidade da piscina

Estojo de teste para alcalinidadeA análise da alcalinidade pode ser realizada através de um Kit Teste de Alcalinidade ou com a Fita Teste.

O valor ideal para a alcalinidade da piscina é sempre entre 90 e 120 PPM.

Para saber mais sobre estes importantes parâmetros da piscina, leia os seguintes textos:

Elevando a alcalinidade da piscina

Para elevar a alcalinidade da piscina utiliza-se um produto chamado Elevador de Alcalinidade (como era de se esperar, não é mesmo?).

Elevador de alcalinidade

Baixando a alcalinidade da piscina

Para abaixar o valor da alcalinidade, utilizamos o mesmo produto que reduz o pH: Diminuidor de pH e Alcalinidade.

Diminuidor de pH e AlcalinidadeComo a tendência da alcalinidade é sempre diminuir naturalmente, provavelmente será ainda mais rara a necessidade de utilizar este produto com esta finalidade.

Sobre o equilíbrio químico da piscina

É fácil perceber que a manutenção do equilíbrio da água é um processo contínuo. Ao considerar todos estes fatores (e todo o maquinário envolvido nas piscinas), vemos que a limpeza da piscina não é lá o trabalho mais simples.

Nossa recomendação é que você conte com uma empresa experiente para manter o controle químico da sua piscina.

Se ficou alguma dúvida, utilize o campo de comentários logo abaixo.

Receba dicas e novidades grátis no email

GOSTOU DO QUE LEU?

17 COMENTÁRIOS

  1. Gostaria te tira uma dúvida pq a Piscina deixa os cabelos de mulher loira verde e pq piso da piscina fica manchado com algumas mancha roxa alguém sabe me explica

  2. Fui colocar barrilha para aumentar o ph e agora ficou alto. Coloquei 2 vidros de redutor de ph numa piscina com 98m3 e não adiantou, continua alto só que agora a alcalinidade que estava em 90, depois do redutor, caiu para 70 e o ph continua roxo. Não sei mais o que fazer. Se eu colocar mais redutor a alcalinidade vai diminuir mais. Por favor, me ajuda?

  3. Boa tarde,

    Preciso verificar uma questão:
    Em relação a piscinas públicas que ficam ao sol. Fiquei em dúvida quanto ao cloro. Pelo que venho lendo, creio que neste caso o mais indicado seria o cloro estabilizado, porém, neste texto não fala muito. Seria isto mesmo? Caso escolher esta opção, algum outro cuidado diferente do que tem que ter com hipoclorito?

    Desde já obrigada!

  4. A dúvida é sobre pH e alcalinidade. Eles não são a mesma coisa?
    pH, por definição, é a concentração hidrogênio-iônica de uma solução. Ele pode ser básico (pH>7), ácido (pH < 7) ou neutro (pH = 7).
    1) Vi que os elevadores de alcalinidade é basicamente bicarbonato de sódio (que é base), não vai elevar o pH e desviá-lo para básico?
    2) Tenho deixado o pH na faixa recomendada (7,2-7,4), mas toda vez que vou medir a alcalinidade com a fita, ela está baixa. Eu não entendo por que?
    Obrigado.
    Alfredo.

    • Não são a mesma coisa, Alfredo. Veja a diferença em:

      Os elevadores de alcalinidade podem elevar ligeiramente o pH mas dificilmente será uma alteração perceptível, ok?
      Para elevar a alcalinidade utilize o produto adequado: Elevador de alcalinidade, ok?

  5. Bom dia!
    O nivel de ph esta emtre 7,4 e 7,6, mas o residual do cloro nao apresenta cor, agora devo so adicionar cloro?

    • Para baixar o ácido cianúrico basta parar de utilizar cloro estabilizado na piscina. Com a reposição de água, que evapora e se perde nas retrolavagens, dentro de pouco tempo ele terá diminuído, Almir.

DEIXE SEU COMENTÁRIO